quarta-feira, 15 de novembro de 2017

HAIR | RickiParodi Split Ender - cortar as pontas duplas sem perder comprimento

Já ando para falar desta maquineta há algum tempo, mas acabou por ficar meio esquecida. Hoje quero falar-vos sobre um tipo de máquinas de corte de cabelo relativamente recente, que se chama Split Ender. O seu objectivo é cortar as pontas duplas, danificadas ou quebradas de forma segura, rapidamente e sem tirar comprimento ao cabelo. Existe em algumas marcas, e aquela que tenho é da RickiParodi. Em seguida vou contar-vos a minha experiência com o Split Ender.



Em que consiste então este aparelho? O Split Ender tem umas lâminas (em aço inox) no seu interior que, conforme rodam e o cabelo lá passa, cortam as pontinhas do cabelo. De acordo com umas peças de plástico que se colocam na extremidade do aparelho - traz 2 distintas - podem cortar cerca de 3 (1/8'') ou 6 mm (1/4'') de cabelo. Uma coisa que tenho visto a ser apregoada por algumas marcas ou cabeleireiros que usam estes aparelhos é que eles seleccionam apenas as pontas espigadas ou estragadas. Meus amigos, isso não é possível. É apenas uma lâmina rotativa que corta a ponta de qualquer cabelo que lá passe, estragado ou não. Não tem nenhum sensor a avaliar as pontas do cabelo para saber se estão estragadas ou não.





Como se usa? O objectivo é passar por todo o cabelo, seleccionando pequenas porções de cabelo de cada vez e deve passar-se com a máquina 2 ou 3 vezes em cada porção. Para isso temos apenas que seleccionar a setinha na máquina que fica virada para baixo quando estiver a ser utilizada (esta selecção está relacionada com o sentido da rotação da lâmina), colocar o cabelo nos dentes da máquina e pressionar a patilha. Sempre que soltam a patilha a máquina pára. Basta começarem a partir do meio do comprimento até as pontas. Utiliza-se em cabelo seco e não se esqueçam que devem ter o cabelo bem desembaraçado antes de utilizarem o Split Ender. Se tiverem o cabelo encaracolado, é aconselhável que o estiquem (o meu é só ondulado, nunca o estiquei para utilizar o Split Ender). Pode parecer assustador ao início, mas a verdade é que é bastante seguro. O processo é relativamente rápido e não tem grande ciência.

As pontinhas cortadas vão ficando - pelo menos a maioria - no reservatório da máquina. Gostava muito que as pontas ficassem lá todas, mas a verdade é que utilizar o Split Ender faz algum lixo porque uma quantidade considerável de cabelo cai para os arredores.

O meu lavatório após utilizar o Split Ender em todo o cabelo; o chão fica igual.


A bateria é recarregável, mas posso desde já dizer-vos que o meu Split Ender necessita de estar ligado à corrente, porque a bateria dura muito pouco tempo após remover o cabo. Ou seja, dava bastante jeito usar isto sem o fio, mas não dá. Não sei se é só a minha bateria que não presta, ou se é assim com todos os aparelhos.

Traz uma bolsa (preta brilhante, com costuras a formar losangos - isto é, foleirita - igual a esta) e ainda alguns acessórios - pente, ganchos e um pincel para ajudar a limpar a máquina. Uma das molas da minha bolsa estragou-se rapidamente, pelo que acabou por ir para o lixo.

Vamos agora ao que importa - vale a pena? O que eu posso dizer-vos é que o Split Ender dá jeito para quem quer poupar uma ou duas idas ao cabeleireiro por ano. Se substitui um bom corte com tesoura? Não. O nosso cabelo não cresce todo por igual e às vezes é preciso ir acertá-lo, para ficar novamente com um corte bonito. Costumo utilizar o Split Ender quando começo a notar que tenho algumas pontas espigadas e que o meu cabelo já cria alguns nós nas pontinhas. Desta forma consigo adiar o corte no cabeleireiro 1,5 a 2 meses. Noto que não apara todinhas as pontas espigadas, mas melhora substancialmente a saúde do cabelo nestas situações. Não se nota mesmo que foi aparado (o comprimento que corta é mínimo) e, de um modo geral, não tive problemas durante a utilização, mesmo quando o cabelo ficou preso na máquina por estar embaraçado.



Comprei o meu na Noções Sábias, na altura em que foi lançada e fizeram uma promoção (também esteve a um preço mais agradável na InBeauty), mas de momento não estou a conseguir encontrá-lo no site. Não me lembro ao certo quanto paguei, mas penso que rondou os 90€ na altura.

As minhas únicas críticas são mesmo aquelas que já falei: a bateria e o facto de as pontas não ficarem todas dentro do reservatório. É eficaz sim, mas não pensem que podem deixar de ir à cabeleireira e utilizar apenas o Split Ender.

Espero que este post tenha sido útil!

Sem comentários:

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...