sexta-feira, 26 de maio de 2017

SKINCARE | Biotherm Blue Therapy Multi-Defender SPF25

Fui recentemente convidada a experimentar um cuidado de rosto da Biotherm através da Youzz - o Blue Therapy Multi-Defender SPF25, para peles normais a mistas. Tendo em conta que a maioria dos sinais de envelhecimento são causados pela exposição ao ar livre, este produto foi criado no sentido de proteger a pele das agressões externas ao mesmo tempo que a repara os sinais de envelhecimento (manchas escuras, rugas profundas e falta de firmeza). Promete restaurar a firmeza e a hidratação da pele. É enriquecido com extractos de Algae of Youth (Alaria esculenta) e de raiz de baicalina, com poder antioxidante. Protege a pele contra os raios UVA e UVB (SPF25) e contra a poluição.




Fórmula, textura
Para um creme formulado para peles normais a mistas, este creme é, na minha opinião, demasiado espesso. A marca descreve-o como tendo uma textura arejada e, à primeira vista parece efectivamente arejado pelo eu aspecto meio "engranitado", mas ao aplicar na pele não se nota qualquer diferença para um creme "não arejado". Não gosto nem desgosto do cheiro, que apesar de tudo é suavezinho e faz-me lembrar cheiro a uma mistura de flores.



Se quiserem saber a lista de ingredientes, aqui fica: Aqua, Glycerin, Octocrylene, Alcohol Denat, Niacinamide, Ethylhexyl Salicylate, Isononyl Isononanoate, Butyl Methoxydibenzoylmethane, Propylene Glycol, Poly C10-30 Alkyl Acrylate, Tocopherol, Glyceryl Stearate, Behenyl Alcohol, Cetyl Alcohol, Sodium Polyacrylate, Phenoxyethanol, CI77891, Glyceryl Stearate Citrate, Disodium Ethylene Dicocamide Peg-15 Disulfate, Sodium Acrylates Crosspolymer-2, Chlorphenesin, Caprylyl Glycol, Scutellaria Baicalensis Extract, Polymethylsilsesquioxane, Disodium Edta, Caprylic/Capric, Glycerides, Pentaerythrityl Tetra-Di-T-Butyl Hydroxyhydrocinnamate, Triethanolamine, Faex Extract, Vitreoscilla Ferment, Limonene, Adenosine, Linalool, Stearyl Alcohol, Myristyl Alcohol, Geraniol, Silica, Citronellol, Ethylhexylglycerin, CI77491, Thermus Thermophillus Ferment, Algae Extract, Saccharide Isomerate, Benzyl Alcohol, Citral, Sodium Carageenan, Potassium Sorbate, Maris Sal, Parfum, (F.I.L C193641/1).


Aplicação
Uma vez que se trata de um produto com protecção solar, a ideia é utilizá-lo durante o dia, mas eu não gostei de o utilizar por baixo da maquilhagem. A realidade é que não há muita coisa que eu consiga utilizar por baixo da maquilhagem que não me afecte a durabilidade desta. Utilizo diariamente protector solar apenas (o FusionWater da ISDIN), mas demorei algum tempo a encontrar o protector ideal, que não prejudicasse a durabilidade da base.
Sendo um creme um pouco espesso, não é dos mais fáceis de espalhar na pele. Para além disso, parece que simplesmente não assenta na pele e não é absorvido completamente. A sensação é meio que pesada, semelhante àquela que deixa um protector solar normal. Mesmo após uma hora, ainda consigo sentir o creme na pele, e quando toco na pele, sinto o creme como se não tivesse sido absorvido. Não me importo de usar um creme mais pesado à noite, mas durante o dia não me sinto nada confortável, principalmente quando está calor como tem estado nos últimos dias. [Mas também acho um bocado tosco aplicar um creme com protector solar para ir dormir] Apesar de tudo, não deixa a pele com um aspecto super brilhoso, como poderia ser de esperar pela fórmula (vejam na foto abaixo). Ainda assim, nos dias em que aplico este creme à noite, acordo de manhã com o nariz extremamente oleoso, mais do que quando utilizo o meu Essential Oils da MAC.



Não consigo falar-vos dos efeitos na pele em termos de redução dos sinais de idade, uma vez que acho que é necessário mais tempo de utilização; o que posso dizer é que sinto a pele hidratada e esta mantém-se confortável (após lavar a cara para retirar a oleosidade que tenho na cara quando acordo).


Embalagem
Eu que adoro azul adoooro esta embalagem. É gira e "jovem", com o seu frasco de vidro azul e a tampa metalizada (que fica cheia de dedadas).




Preço e onde comprar
Este creme custa cerca de 60€ e existe toda uma gama de produtos que podem complementar este. Podem encontrá-lo em algumas perfumarias, como é o caso da Perfumes&Companhia. Se comprarem este creme na loja online da P&C e utilizarem o código YOUZZ no check-out, receberão um kit com 4 produtos da gama Blue Therapy em tamanho de viagem.

Resumindo e concluindo, achei o creme demasiado pesado para a minha pele, principalmente para utilização durante o dia. Quem já experimentou? Qual é o vosso creme favorito do momento?
Aconselho vivamente que se inscrevam na Youzz, pois podem ter oportunidade de testar produtos das mais diversas áreas! Fica aqui o meu código, se quiserem inserir quando se registarem: b7kqgnqsbt.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

NAILS | Verniz de gel em casa - truques e dicas (em vídeo)

Já perdi a conta à quantidade de pessoas que me pediram que fizesse um vídeo a explicar como pinto as minhas unhas com verniz de gel. Eu sei que demorei a fazê-lo, mas já cá está! Está gigante, não está perfeito, mas acho que consegui passar as ideias essenciais sobre o assunto. E podem sempre complementar este vídeo com as informações que estão na publicação de "verniz de gel em casa para totós", disponível aqui.





Qualquer dúvida perguntem!

quinta-feira, 18 de maio de 2017

CONSULTÓRIO | Implante contraceptivo subcutâneo (tudo o que precisam de saber)

Vi ontem o vídeo de uma YouTuber (Sofia Oliveira) a contar a sua experiência sobre a colocação do implante contraceptivo e vi algumas dúvidas nos comentários, pelo que decidi aproveitar este tema e os meus conhecimentos sobre o assunto para vos deixar aqui todas as informações que acho relevantes sobre este método contraceptivo.



O que é?
É um método contraceptivo hormonal de longa duração, que contém 68mg do progestativo etonogestrel e que actua libertando uma pequena quantidade de hormona para a corrente sanguínea. Esta hormona evita a gravidez de três formas: impede a ovulação, provoca o espessamento do muco cervical, dificultando a entrada dos espermatozóides no útero e diminui a espessura do endométrio.
O dispositivo tem a forma de um pequeno bastonete flexível com cerca de 4cm de comprimento e 2mm de diâmetro (a mim faz-me lembrar um fósforo sem a pontinha vermelha) e é colocado na parte interna do braço, onde mantém a sua eficácia durante 3 anos.
Cá em Portugal só existe um implante e o seu nome comercial é Implanon NXT®


Quem pode usar?
▪ Quem pretenda um método de longa duração e reversível;
▪ Mulheres a amamentar;
▪ Mulheres com dificuldade em manter a rotina de tomar um comprimido diariamente sem esquecimentos;
▪ Contra-indicação/intolerância aos estrogénios.


Contra-indicações
O implante está contra-indicado em algumas situações, pelo que não deve ser utilizado se existir alguma das seguintes situações:
▪ Alergia a algum dos componentes presentes no implante;
▪ Gravidez ou suspeita de gravidez;
▪ Presença ou história de neoplasias hormonodependentes (cancro da mama ou dos órgãos genitais);
▪ História de enxaqueca com aura em qualquer idade (é importante dizer que há muita gente que diz que tem enxaqueca sem ter!);
▪ Distúrbio tromboembólico activo, isto é, formação de coágulos em algum vaso sanguíneo - trombose venosa profunda (normalmente nas pernas) ou embolia pulmonar (nos pulmões);
▪ Continuar este método contraceptivo em mulheres com doença cerebrovascular (AVC) ou coronária (enfarte) está contra indicado;
▪ Presença ou história de doença hepática aguda, crónica activa ou tumor hepático;
▪ Presença de hemorragia vaginal inexplicável;
▪ Mulheres que não aceitam irregularidades do ciclo menstrual.


Eficácia
Vamos deixar bem claro que não há nenhum método contraceptivo 100% eficaz a não ser a abstinência sexual. O implante tem uma eficácia superior a 99% e esta não é afectada por tantos elementos como a pílula. Posso falar-vos sobre a eficácia de outra forma: com o implante, ocorrem 0 a 0,1 gravidezes por cada 100 mulheres utilizadoras deste método por ano; se quiserem comparar, com a pílula combinada esse número sobe para 0,1 a 1 gravidez e com a pílula progestativa (vulgarmente conhecida como pílula da amamentação) ocorrem 0,5 a 1,5 gravidezes por cada 100 mulheres a utilizar esse método.
Existem alguns medicamentos que podem diminuir o seu efeito, que incluem aqueles utilizados no tratamento de: epilepsia (por exemplo, primidona, fenitoína, barbitúricos, carbamazepina, oxcarbazepina, topiramato, felbamato), tuberculose (por exemplo, rifampicina), infeções por VIH (por exemplo, ritonavir, nelfinavir, nevirapina, efavirenz), outras doenças infecciosas (por exemplo, griseofulvina), tensão arterial elevada nos vasos sanguíneos dos pulmões (bosentano), humor depressivo (produtos medicinais à base de erva de S. João [hipericão - Hypericum perforatum]).
A eficácia diminui em mulheres obesas (neste caso, por vezes opta-se por utilizar o implante apenas por 2 anos, em vez de 3).


Vantagens
▪ Método eficaz, seguro, prático e de longa duração;
▪ A principal vantagem, de longe, é o facto de não exigir o compromisso diário da mulher - o implante está lá a funcionar durante 3 anos, não havendo os tão frequentes esquecimentos que acontecem com as pílulas em comprimidos;
▪ É um método reversível - a fertilidade volta ao normal pouco depois da sua remoção;
▪ Pode ser utilizado em qualquer idade, independentemente de a mulher ter tido filhos ou não;
▪ Pode ser utilizado durante a amamentação (a substância hormonal é da família daquela existente na conhecida "pílula da amamentação") - normalmente inicia-se 1 mês após o parto;
▪ Pode ser utilizado pela maioria das mulheres que não podem (ou não querem) utilizar métodos contraceptivos com estrogénio;
▪ Melhora as cólicas menstruais;
▪ Como esta hormona não necessita de ser absorvida pelo sistema digestivo, a sua eficácia não diminui em caso de vómitos ou diarreia (como acontece com as pílulas em comprimidos);
▪ Contrariamente à pílula combinada, o implante pode ser utilizado em mulheres fumadoras com mais de 35 anos que fumam mais do que 15 cigarros por dia (embora a decisão mais sensata seja mesmo deixar de fumar!).


Desvantagens
▪ Pode causar irregularidades menstruais. Esta é a principal desvantagem deste método e é extremamente variável de pessoa para pessoa - algumas ficam sem período completamente (amenorreia), outras vão tendo algumas perdas em pequenas quantidades imprevisíveis (spotting), outras podem ter hemorragias frequentes. [Um estudo de 2008 demonstro - amenorreia em 22,2% dos casos, hemorragia infrequente em 33,6%, hemorragia "normal" em 19,8%, hemorragia frequente em 6,7% e hemorragia prolongada em 17,7%]
▪ Algumas mulheres referem aumento de peso (é importante fazer uma alimentação saudável e tentar comer a mesma quantidade de alimentos que comiam anteriormente) - mas também há aquelas que dizem que perderam peso com o implante...
▪ Pode ter outros efeitos secundários: dor de cabeça, dor e/ou tensão mamária, acne, variações do humor, náuseas, diminuição da líbido (tudo coisas que podem acontecer também com as pílulas vulgares). Os efeitos secundários são extremamente variáveis de pessoa para pessoa, como acontece com todas as pílulas - já devem ter ouvido imensas pessoas a dizer que se deram mal com uma pílula e vocês até se deram bem com ela! Uma hipótese é fazer uns meses da pílula da amamentação antes da colocação do implante, para tentar perceber como reage o corpo a um método hormonal apenas com um progestativo.
▪ Podem surgir alguns quistos nos ovários (que geralmente não exigem tratamento);
Não protege contra infecções sexualmente transmissíveis (só o preservativo o faz e tem que ser utilizado antes de qualquer contacto sexual)


Colocação
O implante pode ser colocado em qualquer altura do ciclo, desde que se tenha certeza de que não existe uma gravidez em curso. Idealmente, deve ser colocado até ao 5º dia da menstruação, o que confere protecção imediata após a colocação. Caso seja colocado noutra fase do ciclo que não a ideal, é necessário utilizar protecção adicional não hormonal (preservativo) durante pelo menos 7 dias após a colocação.
Já coloquei vários implantes (não em mim, mas noutras pessoas!) e o processo de colocação é bastante simples. Normalmente o implante é colocado superficialmente por baixo da pele, na parte interna do braço não dominante da mulher (maioria das vezes no braço esquerdo), após desinfecção da pele e anestesia local e com a ajuda de um dispositivo próprio. Não demora mais do que 5 minutos e não é necessário levar pontos.
Após a colocação é colocado um penso e uma ligadura; o penso deve ser mantido durante cerca de 3 dias (sem ser molhado) e a ligadura costuma retirar-se no dia seguinte. Dependendo da sensibilidade de cada pessoa, pode haver um hematoma local (nódoa negra) durante uns dias. É suposto sentir-se o implante quando se toca na região onde ele foi colocado, mas não se nota nem se sente sem ir lá mexer.
É normal haver algum período de irregularidade inicialmente, que pode depois regularizar passados 2 ou 3 meses.

Dispositivo de inserção do implante



Remoção
Após a colocação do implante receberão um pequeno cartão que indica, entre outras coisas, a data em que deverão removê-lo. A eficácia do implante não se perde logo naquele dia em que faz 3 anos, mantendo alguma margem para ser retirado sem comprometer a eficácia. 
A remoção pode demorar um pouco mais do que a colocação, uma vez que se cria algum tecido fibroso à volta do dispositivo (o organismo reage contra corpos estranhos). Sente-se o implante com os dedos, dá-se anestesia local e faz-se uma pequena incisão na zona onde está o implante e é removido com a ajuda de uma pinça.
Caso pretendam manter o mesmo método contraceptivo, na mesma altura em que se remove o implante, coloca-se logo um novo pela mesma incisão da pele e ficam protegidas durante mais 3 anos.
O implante pode ser retirado em qualquer altura (mesmo sem ter completado os 3 anos), se for esse o desejo da mulher.




Preço
Quando colocado no âmbito da consulta de Planeamento Familiar dos centros de saúde, a colocação do implante é gratuita. Na realidade, os implantes custam mais de 100€ (são daquelas coisas "gratuitas" que todos pagamos nos nossos impostos) pelo que, caso não pretendam usufruir do seu efeito durante 3 anos (por exemplo, se quiserem ter filhos daqui a 1 ano) ou caso não consigam tolerar sequer a ideia de ter irregularidades menstruais, talvez devam optar por outro método. Para além disso, se não quiserem utilizar nenhum método com hormonas, este também não é o mais indicado para vocês.

Tentei focar-me nos pontos essenciais, mas sei que estas coisas dão sempre lugares a muitas dúvidas. Por isso, se tiverem alguma dúvida não hesitem em perguntar nos comentários! Cá estarei para responder.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

NAILS | Andreia Professional 30 Years Collection

A Andreia Professional comemora este ano o seu 30° aniversário e celebra-o com o lançamento de uma nova colecção de vernizes de gel - 30 Years Collection -, que inclui 6 tons de verniz de gel de edição limitada, inspirados nos anos 80, 90 e 2000, sendo cada década representada por dois tons que retratam as experiências da época.



Hoje trago-vos esta publicação apenas para vos mostrar estas novas tonalidades aplicadas nas tips de plástico, visto ainda não ter tido oportunidade de utilizar nenhuma das cores e porque, como são de edição limitada, convém apressarem-se para comprarem as que mais gostam, caso contrário, correm o risco de não as encontrar.
São eles:
Anos 80: com os seus tons vibrantes, trazem-nos as cores HB1 (coral néon com glitter) e HB2 (roxo tactel intenso);
Anos 90: marcada pelos estampados, pelas camisas de xadrez e pelas camisas de ganga, a década de 90 está representada nesta colecção pelas cores HB3 (azul jeans) e HB4 (vermelho grunge);
Anos 2000: estão representados por dois tons nude - HB5 (lilás nude) e HB6 (rosa nude).

HB1 | HB2 | HB3 | HB4 | HB5 | HB6


Ao passar estes vernizes nas tips fiquei com a impressão de que o HB5 era o menos opaco dos 6, mas só depois de aplicar nas unhas é que conseguirei dar-vos o veredicto.






O que acham desta colecção? O único que não me agrada tanto é o HB1, porque não sou fã de cores fluorescentes, mas gosto da ideia de ter brilhantes lá no meio!

terça-feira, 16 de maio de 2017

NAILS | Victoria Vynn no.105 Silver Shade

Já vos tinha falado sobre o kit da Victoria Vynn aqui e fiquei de vos mostrar o verniz que estou a utilizar agora - o nº105 Silver Shade.



Este tom é um cinzento médio com um acabamento shimmer quase metalizado (mas sem ficar com aquelas riscas típicas dos vernizes metalizados). Quis dar-lhe ainda um toque especial e adicionei glitter solto junto à raiz da unha, fazendo quase como que um efeito de gradação. Adorei utilizar este verniz, porque não encolheu nadinha durante a aplicação e cobriu perfeitamente a unha com duas camadas. A fórmula é espessa qb e muito fácil de passar. Fiquei surpreendida!







Podem encontrar estes vernizes na loja Beleza37 (situada em Mafra, mas também com loja online), onde custam 8€. Espero que tenham gostado!