quinta-feira, 23 de novembro de 2017

SHOES | Ténis de marca a metade do preço!

Estamos naquela semana do ano em que os descontos saltitam alegremente a testar a força com que seguramos a nossa carteira. Já fiz algumas compras na Beauty Bay e na Lookfantastic e amanhã quero ver se passo na Kiehl's para aproveitar os 15% de desconto em toda a loja e talvez na Zara porque ando a namorar uma camisola. Nos entretantos, já há algum tempo que ando a namorar uns ténis da New Balance e ando aqui no vai-não-vai a decidir se compro ou não. Reparei que a La Redoute está com 50% de desconto EM TUDO, incluindo nos ténis, pelo que - depois de ter visto se havia ou não o modelo que queria - vim fazer esta pequena montagem com uma pequena selecção para vocês. Se gostarem de alguns corram, porque estão a voar!




Estão de olho em algum produto para comprar na Black Friday? Já se desgraçaram? Contem-me tudo!

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

MAKEUP | Nabla Holiday Collection

Se gostam de batons líquidos, esta colecção é para vocês! Estou a falar da Holiday Collection da Nabla, que é lançada já amanhã de manhã nos locais do costume - loja online da Nabla, Maquillalia e Kitchen Makeup Boutique. De um modo geral, as marcas fazem sempre o favor de lançar coisas fofinhas nesta altura do ano e a Nabla esmerou-se nesta colecção! Só tenho pena que não tenham lançado mais umas sombrinhas unitárias, já que sou super fã das sombras da marca (mas vá, lançaram a sua primeira paleta de sombras há pouco tempo!).



Esta colecção é constituída por:
6 novos tons dos adorados Dreamy Liquid Lipsticks, numa embalagem linda de edição limitada (mas depois ficam em linha com a embalagem normal). São 5 tons mate e 1 tom metalizado;
4 Dreamy Lip Kits de edição limitada, que incluem 1 Dreamy Liquid Lipstick e um lápis de lábios a condizer. Dois destes kits foram inspirados nos dois batons Diva Crime mais vendidos da marca - Closer e Alter Ego;
3 Dazzle Liners de edição limitada, os delineadores líquidos metalizados da marca;
1 bolsa de maquilhagem fabulosa, que é exclusiva da loja online da Nabla e de edição limitada.


Comecemos por admirar as embalagens: não são lindas? Os batons da Holiday Collection trocaram a embalagem fosca pelo tubo translúcido e brilhante e estão adornados com um degradê de estrelinhas (já sabiam que adoro estrelinhas?) em rose gold. A embalagem de cartão é também diferente da original, que da mesma forma deixou de ser mate, para ser brilhante, num degradê de preto a champanhe. Os Dreamy Lip Kits vêm numa embalagem preta mate com os já conhecidos detalhes das luas e estrelinhas. No seu interior vão encontrar um batom líquido com a embalagem especial de Natal e um Velvetine Lip Pencil a condizer. As embalagens dos delineadores vão variando a cor da tampa com cada colecção - desta vez é rose gold, como a dos batons líquidos.




Vamos então falar agora um pouco sobre cada um dos produtos e começamos pelos Dreamy Liquid Lipsticks. Tenciono fazer em breve uma publicação exclusivamente dedicada a estes batons, mas, para o caso de não conhecerem, fica aqui uma pequena opinião sobre os mesmos - são extremamente pigmentados, têm uma fórmula fininha mas opaca, o que faz com quase escorreguem sozinhos durante a aplicação. Não são peganhentos, não transferem e têm uma durabilidade bastante boa, até  ao momento em que fazem uma refeição, principalmente se for gordurosa (o típico dos batons líquidos). Apesar de terem manteiga de karité na sua composição, não são os batons líquidos mais confortáveis que tenho, mas não são mais desconfortáveis do que o que é normal na maioria dos batons líquidos. Não sou fã do cheiro: uma mistura de côco e baunilha, mas a mim só me cheiram mesmo a côco (se calhar porque detesto coisas com cheiro a côco). O que vale é que pouco depois de aplicar o cheiro se dissipa e não me lembro mais do assunto. Custam 14,90€/3mL, mas na Maquillalia há um kit que traz as 6 cores por 72,50€ (fica por 12,10€ cada).



Aqui vai uma pequena descrição daquilo que me parecem as cores:
▹ Zen: castanho claro neutro de acabamento mate, daqueles perfeitos para o dia-a-dia, porque dá com tudo. Tem um toque rosado, na quantidade certa (para o meu gosto, claro está) e não é demasiado claro (para o meu tom de pele está mesmo no ponto).
▹ Ritual: castanho médio de subtom frio, mate.  É o meu favorito depois do Zen.
▹ Broadway: castanho quente, alaranjado (daqueles que parecem meio amarelados também), com acabamento mate.
▹ Noblesse Oblige: rosa médio com subtom avermelhado de acabamento mate. A cor deste batom varia muito consoante o tom dos lábios.
▹ Anarchy: roxo acinzentado escuro de acabamento mate. O menos usável da colecção (para quem usa tons mais "normais", claro está).
▹ Silk Road: vermelho clássico de acabamento metalizado. Acho que já tenho batom para o Natal!


Os nomes marcados com um asterisco correspondem aos batons dos Dreamy Lip Kits (e os corações são os Velvetine Lip Pencils dos kits)



Continuando no tema lábios, passamos agora aos Dreamy Lip Kits. Parece que os lip kits são uma coisa que está na moda e a Nabla não se deixou ficar para trás, com estes quatro conjuntos com um batom líquido e um lápis de lábios a condizer. Os lápis de lábios são novidade e têm uma fórmula cremosa, resistente à água. Estes são os primeiros lápis de lábios da marca e acredito que lancem mais brevemente.
Não se esqueçam que estes kits são de edição limitada, por isso, se quiserem algum deles, não deixem que esgote. Cada conjunto custa 18,90€. Se comprarem na loja online da Nabla, os lápis de lábios dos kits estão disponíveis separadamente, por 8,50€ cada (mas os batons líquidos não). Já na Maquillalia encontram um bundle com os 4 lip kits por 59,60€ (14,90€ cada). As cores são as seguintes (os swatches estão nas fotos de cima):
▹ Alter Ego: vermelho mate bem garrido, que em certos tons de pele pode tender a parecer um rosa  avermelhado vibrante.
▹ Bad Boy: bordô escuro, com subtom arroxeado. Tem acabamento mate e, por ser o tom mais escuro, é também aquele em que necessitam de cuidado redobrado a passar (podem ver pelos swatches que é o menos uniforme de todos).
▹ Grace: nude pêssego de acabamento acetinado, o que significa que tem pequenas partículas reflectoras, mas não chega a ser metalizado. 
▹ Closer: mais um nude para o dia-a-dia, mais pêssego que o Zen, de acabamento mate (a marca diz que

Da esquerda para a direita: Alter Ego, Bad Boy, Grace e Closer



Deixo-vos uma comparação entre o Diva Crime Closer e o Dreamy Liquid Lipstick e lápis de lábios na mesma cor (não tenho o Alter Ego na versão Diva Crime para poder comparar). Devemos sempre ter em conta que são produtos com características diferentes, o que dificulta o desenvolvimento de cores exactamente iguais. Ainda assim, acho que no caso do Closer conseguiram imitar bem a cor.

Diva Crime Lipstick | Velvetine Lip Pencil | Dreamy Liquid Lipstick


Por fim, os delineadores líquidos - são 3 novas tonalidades, todas elas com um acabamento metalizado, bem brilhante (parecem quase metal derretido). Têm uma fórmula de longa duração e custam 11,90€/6mL. Na Maquillalia poderão encontrar um conjunto com os 3 delineadores por 29,70€ (9,90€ cada). Estes delineadores são de edição limitada. O pincel não é dos meus favoritos - é mesmo pincel com pelinhos (prefiro os aplicadores de feltro), mas pelo menos é fininho. Segue-se uma pequena descrição das cores:
▹ Industrial: cinzento médio.
▹ Comet: um rose gold super bonito. 


 Cruel Jewel: castanho acobreado/avermelhado, o meu favorito.




A bolsa de maquilhagem custa 12,90€ e, como já referi, é de edição limitada e um exclusivo da loja online da Nabla. É preta, brilhante, e tem estrelinhas e luas como o resto da colecção. Os detalhes são em rose gold, à excepção da estrelinha preta que tem pendurada no fecho. É bastante espaçosa e, como é de plástico, é muito fácil limpá-la, bastando para isso uma toalhita ou um pano molhado.



Se eventualmente quiserem comprar a colecção toda (excepto a bolsa), podem encontrar o bundle completo na Maquillalia por 165,70€.

Os produtos da Nabla são vegan e cruelty free ♥

terça-feira, 21 de novembro de 2017

NAILS | Andreia Professional Gel Polish Cf1 Expresso (Caffè Collection)

Foi difícil escolher o segundo verniz da Caffè Collection da Andreia Professional, mas, com uma ajudinha vossa muito renhida (fiz uma sondagem no instagram), acabei por me decidir pelo Cf1 Expresso. Devo confessar que adorei utilizar este verniz, por ser daqueles que parece meio camaleão: tanto parece cinzento escuro, como parece azul. Definitivamente há um toque azul neste verniz, embora nem sempre seja notório. Na verdade, nas fotografias é difícil fazer com que não pareça azul, mas acreditem que ao vivo é mais cinzento do que azul!



Utilizei 2 camadas do Expresso, com cobertura total da unha. O verniz catalisou normalmente no meu forno LED+CCFL (modelo antigo da Purple Professional, que já não está disponível). Não notei que encolhesse substancialmente, o que também é um ponto positivo. Não posso deixar de mencionar que gosto imenso do pincel da Andreia, porque é bem larguinho e redondo, o que facilita muito a aplicação. Para dar um toque especial, utilizei uma mistura de glitter bem fininho, juntando dois tons de azul com prateado.






Como sempre, utilizei os seguintes produtos para além do Expresso da Andreia Professional: Super Primer e Gummy Base da Inocos e 2 Way da Purple Professional. Costumo comprar os produtos da Inocos no site da marca, os da Andreia na Tulsicosmetics (situa-se em Belas mas têm loja online) e os da Purple Professional na Essencial para ti by Marta Fernandes (loja local, mas também conseguem fazer encomenda pelo telefone, se necessário). Todos os links destas lojas estão disponíveis no widget abaixo.



Não se esqueçam que esta colecção é de edição limitada.

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

HAIR | RickiParodi Split Ender - cortar as pontas duplas sem perder comprimento

Já ando para falar desta maquineta há algum tempo, mas acabou por ficar meio esquecida. Hoje quero falar-vos sobre um tipo de máquinas de corte de cabelo relativamente recente, que se chama Split Ender. O seu objectivo é cortar as pontas duplas, danificadas ou quebradas de forma segura, rapidamente e sem tirar comprimento ao cabelo. Existe em algumas marcas, e aquela que tenho é da RickiParodi. Em seguida vou contar-vos a minha experiência com o Split Ender.



Em que consiste então este aparelho? O Split Ender tem umas lâminas (em aço inox) no seu interior que, conforme rodam e o cabelo lá passa, cortam as pontinhas do cabelo. De acordo com umas peças de plástico que se colocam na extremidade do aparelho - traz 2 distintas - podem cortar cerca de 3 (1/8'') ou 6 mm (1/4'') de cabelo. Uma coisa que tenho visto a ser apregoada por algumas marcas ou cabeleireiros que usam estes aparelhos é que eles seleccionam apenas as pontas espigadas ou estragadas. Meus amigos, isso não é possível. É apenas uma lâmina rotativa que corta a ponta de qualquer cabelo que lá passe, estragado ou não. Não tem nenhum sensor a avaliar as pontas do cabelo para saber se estão estragadas ou não.





Como se usa? O objectivo é passar por todo o cabelo, seleccionando pequenas porções de cabelo de cada vez e deve passar-se com a máquina 2 ou 3 vezes em cada porção. Para isso temos apenas que seleccionar a setinha na máquina que fica virada para baixo quando estiver a ser utilizada (esta selecção está relacionada com o sentido da rotação da lâmina), colocar o cabelo nos dentes da máquina e pressionar a patilha. Sempre que soltam a patilha a máquina pára. Basta começarem a partir do meio do comprimento até as pontas. Utiliza-se em cabelo seco e não se esqueçam que devem ter o cabelo bem desembaraçado antes de utilizarem o Split Ender. Se tiverem o cabelo encaracolado, é aconselhável que o estiquem (o meu é só ondulado, nunca o estiquei para utilizar o Split Ender). Pode parecer assustador ao início, mas a verdade é que é bastante seguro. O processo é relativamente rápido e não tem grande ciência.

As pontinhas cortadas vão ficando - pelo menos a maioria - no reservatório da máquina. Gostava muito que as pontas ficassem lá todas, mas a verdade é que utilizar o Split Ender faz algum lixo porque uma quantidade considerável de cabelo cai para os arredores.

O meu lavatório após utilizar o Split Ender em todo o cabelo; o chão fica igual.


A bateria é recarregável, mas posso desde já dizer-vos que o meu Split Ender necessita de estar ligado à corrente, porque a bateria dura muito pouco tempo após remover o cabo. Ou seja, dava bastante jeito usar isto sem o fio, mas não dá. Não sei se é só a minha bateria que não presta, ou se é assim com todos os aparelhos.

Traz uma bolsa (preta brilhante, com costuras a formar losangos - isto é, foleirita - igual a esta) e ainda alguns acessórios - pente, ganchos e um pincel para ajudar a limpar a máquina. Uma das molas da minha bolsa estragou-se rapidamente, pelo que acabou por ir para o lixo.

Vamos agora ao que importa - vale a pena? O que eu posso dizer-vos é que o Split Ender dá jeito para quem quer poupar uma ou duas idas ao cabeleireiro por ano. Se substitui um bom corte com tesoura? Não. O nosso cabelo não cresce todo por igual e às vezes é preciso ir acertá-lo, para ficar novamente com um corte bonito. Costumo utilizar o Split Ender quando começo a notar que tenho algumas pontas espigadas e que o meu cabelo já cria alguns nós nas pontinhas. Desta forma consigo adiar o corte no cabeleireiro 1,5 a 2 meses. Noto que não apara todinhas as pontas espigadas, mas melhora substancialmente a saúde do cabelo nestas situações. Não se nota mesmo que foi aparado (o comprimento que corta é mínimo) e, de um modo geral, não tive problemas durante a utilização, mesmo quando o cabelo ficou preso na máquina por estar embaraçado.



Comprei o meu na Noções Sábias, na altura em que foi lançada e fizeram uma promoção (também esteve a um preço mais agradável na InBeauty), mas de momento não estou a conseguir encontrá-lo no site. Não me lembro ao certo quanto paguei, mas penso que rondou os 90€ na altura.

As minhas únicas críticas são mesmo aquelas que já falei: a bateria e o facto de as pontas não ficarem todas dentro do reservatório. É eficaz sim, mas não pensem que podem deixar de ir à cabeleireira e utilizar apenas o Split Ender.

Espero que este post tenha sido útil!

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

SHOES | Adidas - a marca que está nos pés de todos!

Tenho o estranho hábito de reparar naquilo que as pessoas trazem calçado. E, se há coisa que noto nos últimos diria 2 anos é que meio mundo calça ténis Adidas. Parece que que maioria das outras concorrentes directas da marca se deixou adormecer um pouco e ficou meio que para trás na corrida. Sejam Superstar, Gazelle, Stan Smith ou outros, os clássicos da Adidas vêem-se por todo o lado. Eu tenho 3 pares de ténis da marca: uns Superstar clássicos (brancos com as riscas pretas), uns Stan Smith (todos pretos) e uns ténis de desporto, que são os que utilizo no ginásio actualmente.


Também tenho reparado noutra coisa ultimamente e queria perguntar-vos se sofrem do mesmo problema: os ténis andam a diminuir de tamanho? Antigamente calçava sempre o 40 em ténis (e quase sempre o 39 em botas, o que se vai mantendo salvo algumas excepções), mas de momento o 40 não me serve (e o meu pé não cresceu, porque tenho ténis antigos deste tamanho que me servem perfeitamente há vários anos). As últimas marcas de ténis que comprei foi Adidas e New Balance e tenho que escolher o 40 2/3 (ou qualquer coisa semelhante) - excepto os Superstar, que são o 40 na mesma. Não percebo este fenómeno. Não era suposto o comprimento ser universal? Ainda ontem chegou cá a casa uma compra que fiz na Spartoo para aproveitar um vale de 10€ para gastar lá - estes ténis Adidas para substituir os meus ténis do ginásio - que são muito semelhantes àqueles que tenho a uso actualmente no ginásio, e estão pequenos!
De momento ando a namorar uns ténis da New Balance e os NMD da Adidas (mas ainda tenho que ir experimentar porque não sei se vou gostar daquela parte de trás da sola saliente - já tenho a patita grande, não preciso de mais nada a evidenciar tal facto, sim?
Alguns destes na vossa wishlist?