segunda-feira, 29 de outubro de 2018

SHOES | Galochas e botas para a neve

Quem anda na neve (isto é, no gelo) sabe a facilidade com que nos estendemos no chão por causa das escorregadelas que vão acontecendo. Assim sendo, é super importante utilizar calçado adequado! No início deste ano, em Março, fui visitar os meus pais a França. Eles moram numa pequena aldeia chamada Habère-Poche, que se situa nos Alpes Franceses. Nesta altura do ano está tudo cheio de neve (e lindo!). Aliás, o avião quase ficou em terra por causa de um nevão que fez fechar o aeroporto de Geneve (estivemos quase 3 horas dentro do avião à espera que dessem ordem para partir). Bom, tudo isto para dizer que percebi nesta altura que o calçado é mesmo crucial e há que priorizar as necessidades - se só pudesse escolher duas características escolheria as seguintes: anti-derrapante e quente. Como ia passar lá pouco tempo, só levei um par de sapatos - umas galochas com pêlo por dentro da Aigle (iguais a estas mas sem a risquinha vermelha). Apesar do apoio do pêlo, ainda calçava 2 pares de meias e mesmo assim conseguia não ter os pés quentes (mas também não andavam super desconfortáveis de frios). Desde essa altura que ando a namorar umas botas da Helly Hansen e perdi uma grande oportunidade de as comprar com 40% de desconto no site Snow Inn. Entretanto já aumentaram de preço e não há o meu tamanho.



Não sendo propriamente para a neve, este ano tenciono comprar umas galochas da Cubanas, que já ando a namorá-las desde o ano passado. E como eu sou pirosa, quero mesmo aquelas que são cheias de glitter! Para não parecer tão "mal", acho que vou optar pelas pretas, mas também há umas rose gold mesmo giras.
Também vêem morar cá para casa (finalmente) umas Hunter e aproveito para vos informar de uma promoção mesmo catita da loja online The Hut. Vi umas Hunter que adorei no El Corte Inglès, mas o preço era proibitivo - 180€! Depois de pesquisar um pouco, vi-as no site The Hut a 157,95€. Ainda assim, não fica propriamente fácil... A loja está com uma campanha em que podem poupar até 80 libras consoante o valor das vossas compras e, com esse desconto, as galochas ficam por cerca de 111€. Sei que continuam a ser caras, mas a diferença é bastante considerável e, por isso, já fiz estragos na carteira!




Espero que tenham gostado das minha sugestões!

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

TRAVEL | 10 coisas a saber antes de ir a Nova Iorque

Este ano estive uma semaninha de férias em Nova Iorque e tenho muita coisa para partilhar convosco! Na primeira de duas publicações trago-vos 10 informações importantes que devem saber antes de viajar para esta cidade.

Imagem daqui


1. As plataformas do metro são quentes tal qual deserto do Sahara. Definitivamente o ponto mais negativo da viagem, porque implicava com o meu bem-estar (principalmente porque andei mais quilómetros numa semana do que no resto do ano inteiro). O que vale é que o metro em si é bem fresquinho, para compensar.
2. Na sequência da afirmação anterior, levem os sapatos mais confortáveis que tiverem, porque o giro de NYC é passear pela cidade a pé. O metro é muito abrangente e leva-vos a quase todo o lado, mas se andarem muito de metro vai acabar por perder um pouco o interesse. Só levei 2 pares de ténis - os Hu da Adidas (o modelo do Pharrell Williams) e os Fresh Foam Cruz da New Balance. Nenhum deles me falhou!
3. Se forem desorientados como eu, usem a aplicação City Mapper. Colocam o local de partida e o local de destino e esta dá-vos várias opções de caminhos, utilizando transportes diferentes. Muito útil para usar o metro de Nova Iorque, que é um pouco confuso. Diz-vos qual é o sentido que devem apanhar (algumas entradas para o metro só dão acesso a um sentido e se quiserem ir para o outro lado têm que sair e atravessar para o outro lado da estrada) e as diversas estações.
4. O dinheiro desaparece rapidamente sem darem conta. Desenganem-se se acham que é tudo muito barato nos EUA porque o dólar vale menos que o euro tal... Basta irem petiscar qualquer coisa para gastarem facilmente 10-15-20 dólares. Fácil fácil. 
5. Os preços raramente têm as taxas aplicadas, por isso, quando virem o preço de um produto não se esqueçam que ainda falta adicionar 8.875% (no caso de NYC).
6. Façam uma conta na Revolut. Este é um cartão que vos permite fazer pagamentos noutras moedas sem pagarem taxas (como pagamos com os cartões normais dos bancos de cá). Podem carregar em euros e converter para dólares usando a cotação do dia em que convertem, ou pedem ir usando o cartão normalmente e este faz-vos a conversão para a cotação do dia em que fazem o pagamento.
7. Comprem um cartão da T-Mobile para terem dados. Aconselho o Tourist Plan, que vos dá, entre outras coisas (mais informações aqui), dados ilimitados (2 Gb com 4G e depois fica mais lento, mas funciona). "Ah e tal, mas há Wi-Fi em todo o lado" - quem diz isto devia levar com um cometa no meio da testa. Para além de não ser verdade, vocês vão andar sempre em movimento, o que faz com que não consigam ter acesso a Wi-Fi sempre. Custa pouco mais de 30 dólares.
8. Se gostarem de hamburguers, comam no Five Guys. Em relação às pizzas, vão a Brooklyn e comam na Juliana's Pizza. Uma das melhores pizzas que já comi na vida. E ainda no campo da comida, não comam gelados na Brooklyn Ice Cream Factory (comam antes um gelado no Santini antes de irem embora).
9. Se preferirem ver as coisas com menos gente, acordem bem cedinho (não é difícil com a diferença no fuso horário). Nova Iorque é uma cidade com uma imensidão de gente, por isso, acordar mais cedo permite ver as coisas com menos confusão.
10. Usem uma mala com cadeado TSA incorporado ou fechem a vossa mala com um cadeado TSA. Nos EUA eles podem revistar as malas em qualquer altura, mesmo sem estarmos presentes (aconteceu com a mala que enviei para o porão). Os cadeados TSA são cadeados que abrem com uma "chave mestra" que os senhores da TSA (Transportation Security Administration) têm, o que permite que não estraguem a vossa mala para a revistar (sim, porque pelas regras deles podem estragar a vossa mala para a revistar e não vos pagam por isso). Podem identificar os cadeados TSA por um pequeno símbolo vermelho (isto). O mais barato que encontrei por cá foi no Jumbo.

Prometo uma publicação todos os pormenores da viagem, mas por agora fica apenas esta pequena lista de informações importantes!

Deixo-vos uma das minhas partes favoritas dos parques da cidade - os esquilos!


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

CLOTHING | Em busca de um vestido para um casamento

Em Novembro tenho um casamento. No último casamento a que fui (em Outubro do ano passado), optei por levar umas calças largas pretas clássicas e um top de renda branco na parte de cima (formato de t-shirt meio crop top). Em termos de calçado levei umas sandálias rasas pretas (o meu namorado é só um nadinha mais alto que eu e não queria ficar mais alta que ele), a modos que andei mega confortável. Outra coisa importante é que o tempo estava bom e não passei frio nenhum. Ao contrário da maioria dos casamentos que vão acontecendo ao longo do Verão, este, sendo em Novembro, tem potencial para ocorrer em tempo fresquinho. Não sei bem se quero ir de vestido curto, de vestido comprido ou até de macacão. Experimentei um macacão muito giro na Zara, mas como o tecido era acetinado, não tinha elasticidade alguma - o M ficava perfeito em termos de aspecto quando estava em pé, mas quando me sentava sentia-me um pouco presa; já o L ficava confortável quando estava sentada, mas sobrava tecido quando estava em pé. Adorei-o, mas infelizmente não pude trazê-lo porque tive medo que as costuras dessem de si com os movimentos (e não tinha espaço para atacar os buffets dos casamentos! Eheheh!). A única coisa que já decidi é que quero levar uns sapatos de salto. Só não podem ser muito altos, para não ficar maior que o mocinho que me acompanha e também porque sou a pessoa mais mariquinhas dos pés e tudo me magoa. 

Deixo-vos em seguida alguns modelos que descobri nas minhas pesquisas. Os primeiros são dois vestidos curtos pretos (cor que nunca desilude!).

Vestido curto da Manoukien (aqui)

Vestido Michael Kors (aqui)


Uma loja que tem vestidos de cerimónia giros e que não são muuuuito caros é a Pretty Bunnies. De vez em quando vou espreitar a loja online (mesmo sem precisar de vestidos de cerimónia) e já vi lá modelos que me agradaram imenso. Há sempre várias opções de cores, o que me agrada. Se precisarem de experimentar, há loja física no Dolce Vita Tejo, Parque das Nações, Coimbra e Sertã.

Vestido Edite (aqui)

Vestido Sara (aqui)

Vestido Aurora (aqui)

Macacão (aqui)


Também têm casamentos este ano?

domingo, 29 de julho de 2018

SHOES | A minha experiência no site da La Redoute

Demorei algum tempo até gostar de utilizar a famosa marca Birkenstock. Era daquelas coisas que gostava imenso de ver nas outras pessoas, mas em mim... Nem por isso. Cheguei a comprar umas que acabei por dar à minha mãe porque não lhes dava uso que justificasse (e a minha mãe usa-as imenso!). Depois acabei por voltar a tentar e a verdade é que gosto imenso desta marca, porque tem uma palmilha única contornada, de formato anatómico e conforto inigualável. Cada zona do pé é apoiada por contornos e depressões, que fazem com que o pé se encaixe perfeitamente. Bom, tudo isto para vos contar sobre a minha experiência recente no site da La Redoute. Já desde o ano passado que queria comprar as Gizeh em branco pérola mas quando fui à procura não encontrei o meu número. Quando as vi em promoção na La Redoute não hesitei e aproveitei logo. Consegui comprá-las por pouco mais de 50€ - o preço destas sandálias sem promoção é variável consoante as lojas, mas anda entre os 60 e os 70€ (e não os 89,90€ que aparecem no site da La Redoute, para parecer que a promoção é muito maior - espertinhos). Apesar de não ter sido um desconto gigante, o preço sempre ficou um pouco mais simpático. No mesmo dia em que encomendei as Gizeh em branco pérola encomendei também o mesmo modelo em preto brilhante com glitter, da loja Bazar Desportivo. Estas também estavam em promoção, mais ou menos pelo mesmo preço. Fiz ambas as encomendas no dia 13 deste mês (uma sexta-feira). A encomenda do Bazar Desportivo chegou na terça-feira seguinte (esta loja funciona super bem!). Já a da La Redoute só chegou no dia 21 (optei pela entrega num ponto pick up da Chronopost)! Levaram 1 semana a enviar a encomenda... Felizmente tudo o resto correu bem, mas achei o serviço bastante lento, principalmente para uma loja tão conhecida.




Um pormenor a ter em conta quando compram Birkenstock: na maioria dos casos, cada modelo existe em duas versões, de diferentes larguras: "regular fit" e "narrow fit". À excepção do próprio site da Birkenstock onde é possível escolher entre estas duas versões, maioria dos outros sites onde tenho visto esta marca à venda não têm opção de escolha e, de um modo geral, nem sequer dizem qual é a versão que estão a vender. Uma dica para poderem descobrir é olharem para as fotografias desse site e procurar a pegada na palmilha - se for apenas um contorno é o "regular fit" e se for uma pegada preenchida é o "narrow fit". Tenho o modelo Gizeh em ambas as versões e gosto de ambos. Com o "narrow fit" sinto que o pé encaixa melhor (mas não fica totalmente contido nas laterais das sandálias), mas com o "regular fit" o pé anda mais à vontade sem ultrapassar as laterais. 

Regular | Narrow (imagem daqui)

Alguns modelos têm uma versão ainda mais confortável que vêem identificada como "soft footbed", porque têm uma camada extra de látex no interior.
Também há outra coisa a ter em conta: esta marca calça assim para o grandinho! Se costumarem ficar indecisas entre o 39 e o 40, optem pelo 39 (é o meu caso - costumo calçar 39 em muitas botas e em ténis chego a calçar o 40 e 2/3, mas nas Birkenstock calço o 39).

Não sei se gostam ou odeiam, mas eu cá gosto muito desta marca!

sábado, 9 de junho de 2018

SHOES | Em busca das estrelas!

Sempre gostei de All Stars (os ténis mais famosos da marca Converse), mas a verdade é que não acho que sejam os ténis mais confortáveis do mundo. E é facto que quando ando de ténis, gosto de andar confortável. Se não forem confortáveis, não vale a pena (mais vale andar de saltos altos, que sempre fica mais elegante!). Tive uns All Star pretos em botas (de pele) e uns pretos de lona, há vários anos, e acabei por me desfazer deles com pouco uso porque não conseguia usá-los durante muito tempo. Em 2015, 98 anos depois, a Converse lançou um modelo renovado dos famosos All Star, os Chuck Taylor II, com a premissa "Vamos tornar os melhores ténis de sempre ainda mais confortáveis" (para mim é mais "vamos torná-los confortáveis"). Os Chuck II têm o mesmo formato que os originais, com algumas pequenas diferenças - trazem uma palmilha fofinha que aumenta muito o conforto dos ténis originais (completamente direitos), a língua está presa, impedindo que escorregue para os lados como acontecia frequentemente com o modelo original, as riscas da sola desapareceram, geralmente os atacadores e as costuras são da cor dos ténis (em vez de serem quase sempre brancos). Quando soube deste lançamento e da importância dada ao conforto no novo modelo, achei que podia dar uma nova oportunidade à Converse e acabei por comprar o modelo todo branco (estes). A verdade é que são realmente mais confortáveis que o modelo original (ainda que me continuem a magoar no dedo mindinho nas primeiras vezes que os utilizo, mas depois melhora). E tudo isto para vos dizer que há uns dias vi no instagram da Ana Fernandes que ela tinha comprado uns All Star com estrelinhas na sola... E eu *a-d-o-r-o* coisas com estrelinhas. E, para ajudar, as estrelinhas são rose gold. Não deu para ficar indiferente.



Ainda não consegui encontrá-los em nenhuma loja cá e mesmo em lojas online está muito difícil, porque só há na JDSports e já não há o meu número. Por isso, se alguém os avistar, avise-me, se faz favor! Estou com esperança de os encontrar quando for visitar os meus pais a França, mas vamos lá ver... Aproveito para vos dizer que a La Redoute está com grandes promoções em tudo (mas também não têm este modelo, por isso, deixei-vos outras sugestões).
EDIT: consegui encontrar estes ténis hoje na JD Sports do Cascais Shopping e já os trouxe! O único problema é que afinal estes não são do modelo novo mas sim do antigo. Ainda assim, trouxe-as na mesma e vou colocar uma palmilha para se tornarem um pouco mais confortáveis!
Bom fim-de-semana!